Notícias

Como a redução da SELIC impacta diretamente no mercado imobiliário

24/11/2017

noticias

Em momento otimista da economia, setor é um dos mais beneficiados por redução em taxa de juros

O brasileiro conviveu por muitos anos com o fantasma da inflação – entre as décadas de 80 e 90, o Brasil viveu o que ficou conhecido como hiperinflação. Como o próprio nome indica, a inflação era altíssima e o poder de compra dos consumidores era corroído mês a mês. De lá pra cá, cada governo tem, a seu modo, tentado controlar a inflação. Um dos principais métodos é por meio da taxa Selic.

Em termos gerais, a Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é a taxa média de juros paga pelo governo brasileiro em empréstimos tomados de instituições bancárias. Quando a Selic aumenta, os bancos tendem a emprestar mais dinheiro ao governo, para aumentar seus rendimentos. De acordo com a mesma lógica, a redução da taxa Selic estimula os bancos a emprestarem mais dinheiro diretamente ao consumidor, porque aumenta a oferta de capital disponível no mercado.

Ainda, é a taxa Selic que regula, mesmo que indiretamente, as outras taxas de juros praticadas no Brasil, como as taxas de poupança, crediário, cartões de crédito, cheque especial e mercado imobiliário.

O que muda para o mercado imobiliário com a redução da Selic?

Segundo o estudo Indicadores Nacionais do Mercado Imobiliário, publicado em setembro de 2017 pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), as vendas do mercado imobiliário e o lançamento de novos empreendimentos voltaram a crescer no segundo trimestre de 2017. De acordo com os indicadores, as vendas aumentaram 17,4% e o volume de imóveis novos cresceu impressionantes 59,8%.

Somada à tímida retomada de confiança do mercado na economia, a despeito da crise política ainda vigente no Brasil, um dos fatores para essa tendência no setor imobiliário é justamente a redução da taxa Selic. No último dia 25 de outubro, a Selic foi reduzida de 8,25% para 7,5% ao ano. Além de ter sido o nono corte consecutivo na taxa básica de juros, que a levou ao menor patamar desde abril de 2013, o mercado ainda estima que a Selic tenha nova queda em dezembro, podendo chegar aos 7%.

Cenário favorável

O momento é de otimismo, mas também é de cautela para a economia brasileira. O mercado imobiliário, assim como qualquer setor direta ou indiretamente relacionado às oscilações da economia do país, pode ser afetado por fatores que independem das decisões do mercado financeiro. A crise política ainda é a vilã e o grande obstáculo no crescimento econômico do país.

O impeachment de Dilma Rousseff e os constantes escândalos de corrupção que vieram à tona na atual gestão do presidente Michel Temer contribuíram para o crescimento da instabilidade política e prejudicaram o Brasil na visão de investidores externos. Falta confiança aos empresários e os grandes investimentos requerem ainda mais ousadia do que em anos anteriores.

Nesse cenário delicado, medidas como a redução da taxa básica de juros possibilitam que os empresários voltem a respirar com menos dificuldade e ajudem a colocar as engrenagens da economia em seus devidos lugares.
 




Fonte: Revista Exame

Outras Notícias

BANCOS ANUNCIAM REDUÇÃO DE JUROS APÓS CORTE DA SELIC

Após o corte na taxa básica de juros, a Selic, nesta quarta-feira (31), pelo Banco Central, bancos anunciaram redução das ...

Maior taxa cobrada pelo banco, hoje em 11%, cairá para 9,75%; Caixa também vai renegociar dívidas, o que deve atingir 2,3 milhões de pessoas.

A Caixa Econômica Federal anunciou a redução nos juros no financiamento da casa própria, que passam a valer a partir da pr...

CAIXA REDUZ TAXA DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS PARA 8,75%

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje a redução da taxa de juros do crédito imobiliário para imóveis com va...

CAIXA REDUZ JUROS DA CASA PRÓPRIA E AUMENTA LIMITE PARA FINANCIAR IMÓVEL USADO

Caixa Econômica Federal (CET) anunciou a redução nas taxas de juros do crédito imobiliário com recursos do Sistema B...

PARA ESTIMULAR CONSTRUÇÃO CIVIL, GOVERNO SOBE VALOR DO IMÓVEL QUE PODE SER COMPRADO COM FGTS

Diante do ritmo fraco da construção civil o governo vai tomar uma medida para estimular a construção de imóveis n...

EMPREGO NA CONSTRUÇÃO BRASILEIRA CRESCEU 0,17% EM MAIO

O nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 0,17% em maio na comparação com abril. Com a contrata&cce...

Bancos rivais da Caixa reduzem juros do financiamento imobiliário

Financiar um imóvel começa a ficar mais barato. Isso porque uma disputa entre bancos por esse mercado levou à reduçã...

CONFIRA OS RISCOS DE COMPRAR OU VENDER IMÓVEL SEM UM CORRETOR

Com o avanço da internet, ficou muito mais fácil anunciar ou procurar anúncios de imóveis para locação ou ve...

SERÁ QUE À HORA É BOA PARA COMPRAR IMÓVEL?

Muitos de nossos clientes fazem essa pergunta freqüentemente para nós. Afinal, em tempos de crise, acredita-se que não devemos con...

CAIXA REDUZ PARA 50% TETO PARA FINANCIAMENTO DOS IMÓVEIS USADOS

A partir da próxima segunda-feira (25), mutuários que financiarem imóveis usados na Caixa Econômica Federal vão enfr...
icone-whatsapp 1
redesp_facebook.pngredesp_skype.pngredesp_youtube.pngredesp_instagram.png
O imóvel que você procura está aqui!
Faça uma busca detalhada e conheça as melhores opções que temos para você.
Tipo:
Cidade:
Valor Mínimo:
Dormitórios:
Finalidade:
Bairro:
Valor Máximo:
 
SENDA INVEST
Rua Professor Ayrton Roberto de Oliveira nº64 Sala 201
Bairro: Itacorubi 
Florianópolis/SC
CEP: 88034-050

 CRECI 4837-J

 

Telefone: (48) 3733-7209
WhatsApp: (48) 99991 5626 / 99122 1608

E-mail: contato@sendainvest.com.br

www.sendainvest.com.br © 2022. Todos os direitos reservados.
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias
(48) 99177-6699